quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Um brinde a 2011






O fim do ano ta chegando *.*
Estranho, mas to bem feliz em ver o ano acabar. É bom não ter a sensação de dívida com a vida, de falta com o mundo, de atraso com a gente mesmo. É bom ver que se fez tudo o que podia ter sido feito no período de tempo que lhe foi oferecido. Gosto da sensação de ciclo acabado da forma devida. Da sensação de dever cumprido, por mais clichê que possa parecer.
Um ano feliz, é isso que posso dizer. Feliz em cada detalhe, em cada conquista, em cada desafio superado, em cada ponto ganho, em cada amanhecer. feliz até nas dificuldades, que não foram poucas, mas que diante das alegrias se fizeram insignificantes.
Sorri, aprendi, esqueci, amei, conheci, chorei, despedi, reencontrei, e mais que tudo isso - cresci.

Que venha 2012: com as surpresas de um novo tempo, que eu o receberei com a coragem de uma nova vida!

Amandex

p.s.: um post curtinho pra me despedir de um ano que assim também pareceu ser.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011


Sabe quando você sente que tem alguma coisa errada? E o pior é que você sabe que já sentiu isso antes, você sabe que já sentiu e que não importa o que você faça porque nada, absolutamente nada, vai mudar. E o motivo pra isso é bem simples, as coisas acontecem como elas devem acontecer e não cabe a nós tentar muda-las ou fugir e observar tudo de longe. A cada um é dado um fardo que deve ser carregado. Não importa por quanto tempo nem por quais caminhos, você tem que carrega-lo. O bom é saber que as dores só são fortes demais quando são novas, dores repetidas tem uma intensidade bem menor e conviver com elas se torna bem mais fácil do que um dia você foi capaz de imaginar. Nos adaptamos a tudo na vida. Vamos nos moldando com o passar dos anos e aprende que as coisas não são como pensamos, que as pessoas são capazes do que nem imaginamos, que tudo pode mudar, que nada é eterno e que você vai acabar se tornando mais duro pra suportar tudo o que a vida lhe impuser. Triste saber que daqui 20 anos você vai ser bem diferente do que é agora, entretanto é confortante saber que "mudar" consiste em bem mais do que pensar diferente, "mudar" quer dizer crescer e agir de uma forma mais sensata, poupando dores e sofrimentos pra si e pra quem esta perto. Este é o maior privilegio que se tem ao envelhecer: a experiência. Um bónus que os anos nos oferecem para que nos poupemos do dano de cometer sempre os mesmos erros.

Amandex

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011


Nossa, faz muito tempo desde a ultima vez...

Estranho como o tempo passa rápido e nos engana, nos ilude...
Mas vez ou outra parece parar só pra nos mostrar do que realmente se trata!
Quando para mostra a realidade exatamente como ela é:
os medos
as dores
e as sombras que pensávamos ter deixado no passado...

Não deixamos, sombras se escondem em algum lugar dentro de nós mesmos
e por mais que acreditemos não somos capazes de domina-las. Elas aparecem quando querem e como querem sem o menor respeito a nossa vontade.

Amandex

terça-feira, 16 de agosto de 2011

...E é tão bom sentir isso
uma felicidade sem preço
sem medo
sem peso
colorida e leve.
Bem do jeito que deve ser...

terça-feira, 26 de julho de 2011

Faz muito tempo que eu não escrevo nada...


...Acho que foi porque a TV ficou ligada! Gosto das noites de luz cheia (e das sem lua cheia também) e do sol, principalmente, quando ele brilha mas não esquenta... Aquele sol de outono, sabe? Gosto de lavar o cabelo e gosto de como a água vai molhando-o aos poucos. Gosto do entardecer, quando o sol vai tocando aos poucos e horizonte e se escondendo detrás dele. Gosto de dormir, mentira, adoro dormir. Gosto de feijoada, lasanha, sopa, churrasco, panqueca, feijão tropeiro. Gosto de Olhar pras pessoas através dos óculos escuros, elas parecem tão inocentes assim. Gosto do vento bagunçando meu cabelo quando estou na estrada, adoro a estrada. Gosto de me deitar no sofá e ver filmes que me fazem chorar. Gosto de ficar sozinha em casa e cantar, cantar bem alto. Gosto de ir ao dentista, pode parecer estranho mas, gosto. Gosto de banho quente e Coca gelada. Gosto de beber com os amigos e dar risada de coisas bobas, quanto mais bobas melhor. Gosto de ler mas, gosto de ler o que gosto, nada mais. Já disse que gosto de música? Se disse é mentira, não gosto de música. Eu simplesmente não poderia viver sem música! Gosto de correr, correr e correr, faz a gente parecer tão livre. Ah, e gosto de pão de queijo com doce de leite. Gosto de carinho, de beijinho, de atenção, de surpresa, de cócegas e gosto de tudo isso com uma pitada de paixão.Gosto de muita coisa mas, não sou chata. Mentira! Sou chata sim.
Não gosto de como as pessoas se intrometem na vida umas das outras. Não gosto de acordar assustada e também não gosto de ter pesadelos enquanto durmo. Não gosto de nada que acaba antes da hora. Não gosto de filme de bang bang. Não gosto de música mal feita. Não gosto de sonhos que se despedaçam. Não gosto de corações partidos nem de amizades mortas. Taí, não gosto de coisas mortas que insistem em parecerem vivas. Não gosto de comida fria, nem de cerveja quente. Não gosto de não ter resposta quando pergunto. Não gosto de esperar. Não gosto de gente medíocre nem de ideias medíocres. Não gosto de racismo. Não gosto de gente medrosa. Não gosto de mesquinharia. Não gosto de pobresa de espírito e de falta de vontade. Não gosto de como a água da chuva respinga na minha calça quando ando na enxurrada. Odeio jacares, crocodilos, iguanas, calangos, lagartixas e variações. Não gosto de criaças endemoniadas e intrometidas. Não gosto de repteis. Não gosto de física. Não gosto de violência. E não gosto de vinagre. Não gosto de inveja, de mentira, de intriga e de insônia. Arg... Eu e essa minha mania de escrever coisas aleatórias em momentos quaisqueres...

Amandex

Triste


É tão estranho
Os bons morrem jovens
Assim parece ser
Quando me lembro de você
Que acabou indo embora
Cedo demais...

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Prece


Deus,
Oh Deus
Dê-me forças
Dê-me paz
Dê-me luz
Dê-me norte
Dê-me amor
Paciência
E acima de tudo
Dê-me sorte

Amandex
(aquela mesmo, a que mesmo sem querer sente medo)

domingo, 8 de maio de 2011

Dia das Mães


Leva um casaco porque vai esfriar!

Vai com calma minha filha!

Não faz isso, você vai se machucar!

É mami, você tinha razão.


Alias você sempre tem razão!

Esfriou e eu me resfriei,

Não fui com calma e me decepcionei

Me machuquei e chorei chorei...


Chorei,

Mas isso não me derrubou

Porque você estava aqui:

Sempre no mesmo lugar!

Pra secar as lágrimas

Curar as feridas e dar colo.

Estava também nas horas boas

Compartilhando o melhor

Que eu só conquistei porque você apontou o caminho


Caminho longo

Que dia após dia traçamos juntas

Superando as dificuldades com um sorriso

Mesmo nas maiores adversidades

(Ah o seu sorriso!

O melhor sorriso, ilumina qualquer dia de tempestade)


Adversidades.

Essas não foram poucas,

Mas depois veio a maré boa

Ah, a maré boa

A vida mais tranquila

Os dias de paz

Desses a gente sempre quer mais...


Obrigada Mami!

Obrigada por cada gesto de carinho e por cada prova de amor!


Amandex

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Escrevo como quem escreve pra lavar a alma. Isso porque escrevo pra purificar o espírito, arrumar a casa, colocar pra fora o que não presta: o que pesa.
As piores coisas da vida são as que nos fazem mal em silêncio. As que nos sufocam nas noites quentes e paralisam nos dias de chuva quando ninguém esta por perto. Porque o que provoca em público e leva ao escândalo passa na velocidade que chega: Depressa.

Amandex

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Eu gosto das coisas assim:
Exatamente como estão!

Se eu mudasse algo,
Qualquer coisa no passado,
O presente deixaria de ser o que é
Eu deixaria de ser o que sou.

E francamente...
Isso não me agradaria em nada!

segunda-feira, 2 de maio de 2011

nunca sei ao certo se por egoísmo agudo
ou por mera falta de altruísmo
ou por excesso de amor próprio
ou por ausência de compaixão
mas a verdade é que sempre prefiro
"EU"

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Inutilidade

Só de sacanagem


Meu coração está aos pulos!
Quantas vezes minha esperança será posta à prova?
Tudo isso que está aí no ar: malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro, do meu dinheiro, do nosso dinheiro que reservamos duramente pra educar os meninos mais pobres que nós, pra cuidar gratuitamente da saúde deles e dos seus pais.
Esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais. Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais? É certo que tempos difíceis existem pra aperfeiçoar o aprendiz, mas não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz.
Meu coração tá no escuro. A luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e os justos que os precederam: " - Não roubarás!" " - Devolva o lápis do coleguinha!" " - Esse apontador não é seu, minha filha!"
Pois bem, se mexeram comigo, com a velha e fiel fé do meu povo sofrido, então agora eu vou sacanear: mais honesta ainda eu vou ficar.
Só de sacanagem!

Dirão: " - Deixa de ser boba, desde Cabral que aqui todo o mundo rouba." E eu vou dizer: "- Não importa! Será esse o meu carnaval. Vou confiar mais e outra vez. Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos. Vamos pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês. Com o tempo a gente consegue ser livre, ético e o escambau."
Dirão: " - É inútil, todo o mundo aqui é corrupto, desde o primeiro homem que veio de Portugal". E eu direi: " - Não admito! Minha esperança é imortal!" E eu repito, ouviram? IMORTAL!!! Sei que não dá pra mudar o começo, mas, se a gente quiser, vai dar pra MUDAR O FINAL.

Elisa Lucinda

terça-feira, 19 de abril de 2011

viver é não ensaiar cenas


As vezes perde-se tanto tempo com coisas inúteis que a vida parece até ser lamentável. Decidi não perder meu tempo, meu precioso tempo, com coisas fúteis ou impossíveis de controlar. Quero viver cada momento, cada segundo. Sem me preocupar com o tempo que as coisas podem ou vão durar. Os maiores prazeres da vida são também os mais efémeros. Acho que é justamente isso que os faz tão especiais.
É bom sorrir porque você não sabe quando a próxima lágrima vai rolar. Se soubesse, certamente, não gastaria tempo sorrindo e sim sofrendo em busca da solução de como não deixar a "próxima lágrima" rolar.
É bom correr porque você não se lembra do cansaço e das dores que vai sentir quando terminar, se pensasse nisso ficaria sentado no sofá esperando a morte chegar só pra não ter que sentir o peso do sedentarismo.
É bom rever os amigos porque você ignora as discussões infundadas e os defeitos de cada um deles, porque se você fosse reconsiderar cada falha antes de cada reencontro, nem sairia de casa pra matar a saudade (saudade essa que você nem conseguiria sentir).
É bom amar porque você apaga da memória cada desilusão. Porque se fosse se lembrar delas dia após dia, se fecharia dentro do seu próprio mundo e teria um coração que só serviria de enfeite. E aí, perderia as melhores e mais doces coisas da vida.
É isso, viver é não ensaiar cenas, é não calcular prejuízos, é não medir esforços ou economizar alma. É pular sem saber aonde vai cair, é sorrir sem medo da repreensão. É não se arrepender, não corrigir, mas principlamente, não perder tempo!

Amandex

quinta-feira, 31 de março de 2011

quarta-feira, 16 de março de 2011

recolha-se

Pare por um momento
Em um dia comum
Em um lugar quieto e escuro
Bem escuro
Que permita enxergar o mais importante: Você

Aí então se recolha
pegue cada pedaço
os que deixou em casa
os que esqueceu debaixo da mesa da escola
os que deu de bom grado a cada um de seus verdadeiros amigos
e aqueles cacos (pequenos ou grandes) que perdeu ao longo da vida em de cada decepção

Agora, se examine
pense, analise, critique e por fim chore
Chore pra lavar a alma
Chore pra purificar o corpo
Depois seque as lagrimas
E levante-se melhor do que antes
e VIVA


Amandex
Seu eu continuar assim meu blog acabará por se extinguir

=/

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

O sabor da conquista é algo tão doce!
Sabe quando você luta por algo?
Mas luta de verdade, não é aquela luta meio descompromissada ou meio desfocada, não, essa não.
Eu falo da luta desmedida, que não polpa esforços, que transpõe barreiras, supera dificuldades. É dessa que eu falo.
Eu já lutei assim. Sei como é, sei o peso que tem, sei das dores que provoca, das abdicações que exige e mais, sei exatamente o tempo que leva.
Mas não tenho do que reclamar. Chegar lá vale a pena!

Medicina UFMG 2011

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

De repente

Não vi ela há muito tempo
Há quanto tempo faz
Nem me lembro mais, então
Pensei na vida que algum tempo
Eu deixei pra trás
Não me deixe em paz, se não
Porque, ainda aquele tempo
Dentro entra e sai, volta vem e vai
Sem acabar
O tempo passou
O tempo passooou
E agora eu sei o que eu passei
Cantei
Contei, estrelas mil no firmamento
Vão brilhar, depois apagar, irão
Chorei,
As lágrimas correndo como
Nus cristais, fogos dos vitrais, pagãos
Não à solidão, amar e desejar a vida
Que não deu as mãos
Mas vai dentro da gente
Como explosão do ar
Como furacão no mar
De repente é
Você voltou assim
Eu preciso mais,
Eu preciso
Uh hu uh..
Eu preciso mais, eu preciso
Uh hu uh..

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

E a vida é isso
Surpresas
Sonhos
Encantos
e no fim,
A realidade

Amandex

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Hoje não pretendia fazer nenhuma postagem. Entretanto vou escrever para um certo alguém, que não preciso dizer o nome mas que vai saber que escrevo para ele assim que ler esse post. Afinal de contas não se fala sobre os sentimentos humanos todos os dias e nem com qualquer pessoa.

Estava eu hoje a conversar com um velho amigo. Entre piadas e sorrisos o cidadão me indaga o seguinte:

- Você acredita realmente em amor? Amor daqueles de novela, que faz a alma estremecer. Em que as pessoas ficam embasbacadas uma pela outra, daquele jeito sabe?

E minha resposta (acreditem) :

-Sim, eu acredito.

Ele ficou surpreso, eu diria até injuriado, por me conhecer o suficiente para achar que eu estava mentindo. E minha resposta foi mais ou menos assim (bom, vou tentar transcreve-la da forma mais fiel possível):

-Não disse que acredito que ele aconteça com a facilidade que acontece nas novelas, nem mesmo que ocorra de forma tão repentina. Não acredito em amor à primeira vista. Amor é o tipo de coisa que se constroi com toques, sentidos, confiança e olhares é claro, mas não poucos olhares. Acredito que é sim possível amar alguém e ser amado por esse alguém a quem tanto ama, entretanto esse é um ato de sorte, quase como ganhar na mega-sena, logo não espere que isso ocorra com você 30 vezes ao longo da vida, nem espere conhecer mil pessoas que já passaram por tal coisa. Não. Definitivamente, não conte com isso. Mas saiba que acontece, que existe, que é possível e o principal, é maravilhoso. Amar alguém e não ser amado já é uma sensação incrível. Imagine então amar e ser correspondido? Deve ser o céu, o sol, o mar. Não, não, deve ser o céu no mar o ar do sol e o doce do ar. Enfim, acredito, sem a trilha sonora, o jogo de luzes, o vento soprando a favor e os figurantes das novelas, mas acredito.

Me lembro da cara dele me olhando até agora. Hahaha

p.s.: Não me odeie por isso, sou um tanto mais humana agora.

Amandex

Leitura da vez

Drácula
Bram Stoker

O mais famoso vampiro da literatura. Escrito em 1897, digno de elogios até hoje.

p.s.:Em breve digo como foi a leitura e o que achei de cada detalhe.

domingo, 23 de janeiro de 2011

sábado, 8 de janeiro de 2011

O AMOR E OUTRAS DROGAS


Você conhece centenas de pessoas... então conhece uma pessoa e sua vida muda para sempre.

28 de janeiro nos cinemas

domingo, 2 de janeiro de 2011

Feliz ano novo!


Se eu soubesse antes o que sei agora faria tudo exatamente igual.
Só pra viver cada momento, cada beijo, cada toque.
Sentir o cheiro do perfume, o calor do corpo.
Ver o olhar, ver a verdade no olhar.
Isso porque a primavera só tem graça porque existe o inverno.